Camões perdeu o emprego

Como sabemos, Gonçalo M Tavares desde o dia da 1ª comunhão escreve um livro por fim-de-semana. Com a profusão de fins-de-semana prolongados e pontes não seria de estranhar que nalgum destes acabasse mesmo por escrever uma versão pessoal dos Lusíadas; o que veio a acontecer e dar à estampa recentemente sob o título de 'viagem à índia' tendo recebido mais encómios que os muffins da nigella lawson.

Face ao inesperado, o Irritipsilon, suplemento literário do Purgatório, - que se dedica a acompanhar a evolução das obras dos seus residentes - resolveu entrevistar Camões no sentido de obter algumas reacções sobre este inesperado acontecimento literário ocorrido na crosta terrestre.

Luis Vaz encontrava-se na sauna a ouvir um disco dos tindersticks e a preparar uma versão pessoal de 'o crime e castigo' para frades beneditinos com um herói chamado Ismael Karenine e entitulado 'as velhas da taprobana'.

Irritipsilon - Sr Camões, diga-nos, quais são as suas primeiras impressões da viagem à índia do gonçalo m tavares, e da colagem que é feita aos seus lusíadas?

Sr Camões - oh, infantes, primeiro atravessai mares a nado / fazei só c'uma mão a letra de um fado / tapai um dos olhos com uma casca de figo / e depois, sim, vinde falar comigo

Irritipsilon - Sinto-o um pouco acossado, até há pouco era intocável, e agora vêm...

Sr Camões - nunca da ira retirei favores/ sempre o destino me foi trabalhoso / e não andei a sulcar o mar e a desbravá-lo/ para agora me virem chatear com um qualquer de gonçalo

Irritisilon - Dizem os especialistas da crosta que se trata de um novo monumento literário que irá perdurar pelos séculos...

Sr Camões - oh, instrumento da triste história universal do aproveitamento / ruína do sangue de viriato / fica aqui o meu lamento: / quando esgotada a lebre é entronizado o gato

Irritipsilon - Mas não pensa que esta renovação da epopeia num estilo semi-existencialista poderá ser benéfica, até pela curiosa originalidade, para as letras portuguesas?

Sr Camões - revolvo a memória da minha mágoa / ditosa a flama que tudo arde / mas quando se confunde o fogo com a água / até o ulisses se pode amancebar com o sartre

Irritipsilon - Mas não acha que a alma desencantada do português moderno também merecia a sua nova tragédia?

Sr Camões - a alma é um animal que não repousa/ mais honesto não há nessa insaciedade/ por isso o tal tavares fica a meio da cousa / quando diz que a literatura não tem ciúmes da realidade.

Irritipsilon - Mas não acha que Gonçalo M Tavares veio destapar um compasso novo para o ritmo interior da escrita em português?

Sr Camões - vocês, das revistas literárias / quando o açúcar açambarcado vos falta / põem-se a lamber as canas várias / à procura d'adoçante q'agrade à malta

Irritipsilon - Mas isto da literatura não será um eterno jogo entre a ilusão e a desilusão? entre a descoberta e o encobrimento?

(lembro aqui que a semi-pena a que Camões ficou sujeito nos seus 3.270 anos de purgatório foi a de ter de fazer 15 piscinas diárias levando numa mão um exemplar da saga do gilgamesh ilustrada por Eládio Simões um cunhado do fernão mendes pinto que era o desenhador de motivos campestres para os cortinados dos palácios da corte de castela)

Sr Camões - oh, que espirradelas de fontana sem piazza / não sabeis perguntar algo que não me irrite / ainda vos enfiava pelo cu um soneto em brasa / não tivesse no ombro a porra duma tendinite

Irritipsilon - Acha então que os críticos da crosta estão a levar o Tavares ao colo?

Sr Camões - acho que se cansaram das coisas que se percebem / levados que foram pela voracidade do enigma e do pretexto / e como já não é pela métrica que os versos se medem/ até a épica dum tavares faz do lobo antunes um antónio aleixo

Irritipsilon - Mas não considera que quando Tavares escreve no que-antes-era-seu-e-agora-também-é-dele canto IX : «Ela quer, Bloom hesita. Os dois avançam, a coisa faz-se», acaba por inventar a 'foda ontológica'?

Sr Camões - perca-se, enfim, já tudo o que esperei / um par de nádegas virou musa / um bobo sem piada tornou-se rei / as mamas já não pertencem a quem as usa

Irritipsilon - Não acredita, portanto, na renovação do ideal romântico, sob as vestes duma saga de desencantos intermitentes?

Sr Camões - o futuro quanto mais me paga mais me deve /por muito bom haxixe que se fume / por muito que seja o frio a derreter a neve/ quem não me engana é esse cabrão do Bloom

Irritipsilon - Safa, o senhor camões não aguenta mesmo o sucesso dos outros... pensa mesmo que consigo tinha acabado a tragico-maritimice portuguesa? fizeram-lhe algum mal?

Sr Camões - não pode mal haver para comigo / de que eu já não me possa bem livrar /se esses tavares esfregarem bem no umbigo / verão que ainda têm muito estafilococos para tirar

Irritipsilon - Credo! Olhe se o Shakespeare também tivesse ficado assim depois da Enid Blyton!? ...Então e o Dante depois do Corto Maltese!?

Sr Camões - enquanto o tempo o claro dia torna escuro / a vida vai pedindo às palavras para ocuparem o espaço / mas como elas vão continuando a erguer o seu muro / aconselho ao tavares mais umas garrafitas de bagaço

Irritipsilon - No final do livro GMTavares diz que «a ingenuidade é irrecuperável», pensa que este livro é no fim de contas um lusíadas para realistas preguiçosos?

Sr Camões - dei-vos uma realidade em decassílabo como benção / mas vós desdenhosos chamais-lhe epopeia pelos mares/ agora, quando me vierem pedir letras para o festival da canção / dir-vos-ei mas é para irem ter com o tavares.

(e assim termina o tríptico adventício a propos de gmt)

6 comentários:

Anónimo disse...

:)!!! Biba Sr. Camões! Em forma, hã? Belíssimo!!! :)
Olhe, e não se irá incomodar Meu Senhor, mas que tal trocar 2 cálicez plos bagaços que anda a emborcar ...?
Pura Preocupação com a Sua Santa Saúde!
Bjs grandes
Maria

Anónimo disse...

CORRECÇÃO!
O conselho é Trocar o BAGAÇO por dois singelos cálicez de Licor Silvestre RODANOV BLACK ...
Solo esso! Que tal?
Ass. Maria

aj disse...

para uma próxima arranja-se também uma rima com Rodanov, está prometido!

Anónimo disse...

Mt obrigada Sr Camoes!

Mas nao prometa, nao prometa pf!!! é que de promessas ´tá a minha cama farta! Tão farta, tão farta, tão farta a ponto de nao conseguir METER Rodanov nos lençóis entre ... os lençóis da minha cama! You Know?
Ass: Maria

aj disse...

que não seja por isso:

Irritipsilon - e por último, sr camões, como no seu tempo não havia wikileaks, acha mesmo que o vasco da gama chegou à india, ou aquilo foi qualquer coisa que ele bebeu?

sr. camões - a vossa incredulidade é bastarda do medo / e apesar de não haver cronista que o prove / quando o vasquinho saiu da caravela e levantou o dedo / todos brindaram exaltados com shots de Rodanov

AnaFortuna disse...

Lol. Genial :)