Ana Cardia


14 comentários:

Anonymous disse...

Assim de repente... anacardos não são castanhas de cajú em castelhano (espécie Anacardium occidentale)? Homem, isto são pistácios (espécie Pistacia vera)! É assim que se dão os primeiros passos na iliteracia científica, compreende? Ou ainda acaba a escrever posts sobre educação e criancinhas incompreendidas...

C.

aj disse...

Minha Senhora, tem de controlar os seus repentes. O pistachio será da familia das Anacardiaceae; ora a origem do termo virá da conjugação de 'ana' - igual, e 'cardia'- coração. ambas da lingua de adriano & tertuliano.
obrigado pela atenção.

Anonymous disse...

O prefixo «ana» (assim de repente acho que deriva de um advérbio grego que tem a ver com ascensão) pode associar-se a inversão, a separação, a mudança, a repetição ou, evidentemente, a movimento de ascensão. Sendo raro o uso como semelhança (estou a lembrar-me de analogia), folgo em ter acrescentado o enriquecedor elemento de «ana» como «igual» aos meus limitados conhecimentos. Aproveito o ensejo para lhe sugerir a criação de uma rubrica de etimologia «à la carte».

C.

aj disse...

agora esse repente já foi melhor. No entanto remeto para:
a) 'dicionário etimológico da lingua portuguesa' de josé pedro machado, I vol. pag 237 « ana-, elem. de composição em vocabulos cultos (...) do gr. aná, mesmos sentidos »

b) 'dicionário Houaiss da lingua portuguesa', ed CdL, I vol, pag 258, « anacard -antepositivo, do grego aná + kardia 'coração', pelo latim cien. anacardium (os frutos assemelham-se a um coração)»

em todo o caso é um prazer

Anonymous disse...

Ainda assim, os pistácios não são «anacardos» e até ver o sueco da Sistemática está um bocadito «fora de uso», pª usar um quasi-darwinista lineufemismo.

C.

aj disse...

ele há cardos para todos os gostos. ainda assim.

XADOR disse...

Há conversações que me fazem lembrar uns certos serões com familiares, hoje, septuagenários, em que apetecia ouvir com atenção moderada enquanto se ARROTAVA se a Sôra Rosa o quisesse com a sua fermenntadura receitual. Assim se vê, não a força do PC, mas o estado, septuagenário,, em que estão as Humanidades! Isto tem um Nome, que não lembro agora ... mas logo linkarei este enfadonho serão conversacional no meu BLO0G, sem a Sôra ROSA, mas com o NOME salvífico!!!!!!!!!!!!

aj disse...

'enfadonho' e 'septuagenário' parecem-me bem

XADOR disse...

Ainda bem, Meu Senhor.

E o NOME ... já o encontrei. Visite!

aj disse...

ah, 'fariseu' então, parece-me melhor ainda.

Anonymous disse...

Admito que também a mim me parece muito bem. Esse ou outro. Ou então se.

C.

aj disse...

Penso, inclusive, que nunca o pistachio nos levou tão alto.

xador v disse...

http://xador-xadorv.blogspot.com/2008/11/farisasmo-filolgico-ii-que-os-ditos.html

aj disse...

xador, o pistachio manda dizer q agradece enlevado; e inclusive os 'Aperitivos Fariseu', com eles o intestino pode trabalhar em Lisboa mas ouve-se em Viseu.