O Epigrafómano

«Ó Deus, fechado numa casca de noz eu poderia julgar-me rei de um espaço infinito [: se não fossem os sonhos maus que tenho]» de Shakespeare, Hamlet, II, 2

Epigrafe in ‘El Aleph’ de Jorge Luis Borges

Ou seja, O Inferno, 400 anos antes de Freud e Sartre

3 comentários:

aj disse...

é avançar é avançar

MC disse...

:)

mas é o post ou é o blogue, porra?!

e é verdade que sou uma mulher tímida.


mas gracias pela citação. reizinhos numa casca de noz..., nem mais! Grandes homens que nos mostram a luzinha ao fundo do túnel.

aj disse...

ora podemos considerar que é um post em que se condensa todo o blog, in what free comments concerns :)

e cuidado, há que cuidar dos sonhos!