Espreguiçátlo Moderno

Jeanine Boltova Phelpina Meireles, natural de Reguengos, era a recordista mundial do Espreguiçátlo Moderno. Dominava a seu bel prazer todas as disciplinas desta modalidade sem permitir quaisquer veleidades à concorrência. Na prova constituída por ‘dizer fôódasse com o movimento dos braços puxados para trás’, numa espécie de anti-cristo sem argolas, Jeanine conseguiu o cruzamento traseiro dos referidos braços numa espreguiçadela de 18,76 segundos, enquanto o regulamentar «fóâdasse» se prolongou por uns fantásticos 28,62 segundos e sem chegar a invocar o termo popular que designa o pendente sexual masculino; marca obtida sem vento a favor, e sem a ajuda de qualquer flatulência acima do limite legal. A sua principal opositora era uma contorcionista tailandesa que apostava bastante na nota artística ao ter orgasmos múltiplos enquanto estrelava ovos com o pé esquerdo e gambas al ajillo com o direito, mas que comprometeu a sua prestação quando a micose do calcanhar se irritou no contacto com a mucosa nasal. Na prova de ‘elevação paralela de braços sem a ajuda de impropérios’ Jeanine fulminou o seu anterior record, tendo mantido a posição vertical dos membros superiores durante 37,46 segundos, e também sem esvaziamento de intestino grosso, para a qual certamente muito contribuiu o seu treino em altitude numa tasca em Monsaraz. Quando se pensava que Jeanine já não lograria apresentar a mesma hegemonia na dificílima sequência final de ‘mãos entrelaçadas atrás da nuca com pernas arqueadas e recitação de duas estrofes dos Lusiadas’ ela surpreende tudo e todos, superando a barreira dos 50 segundos e ainda oferecendo um verso do Bocage antes de desfazer o movimento com a ajuda de três flatos que, nesta disciplina, já são permitidos sem dar lugar a qualquer penalização. Quando questionada sobre esta sua opção final, Jeanine destacou que tal se deveu a ter optado por relaxamento com banhos de rainhas claudias, em vez dos clássicos banhos de gelo do seu colega Phelps que, destaquemos, acabou por se dedicar à natação pois, como tinha os dentes desalinhados e os incisivos muito salientes, não foi escolhido para o coro dos escuteiros da ópera chinesa de Baltimore.

5 comentários:

Anonymous disse...

eu cá, pelo sim pelo mão, se fosse a ti, mantinha-me no Klossowski da Rola

F.

aj disse...

lá porque não percebes os posts, não precisas de ironizar de forma agressiva; a ironia descontrolada assemelha-se à franja com caracóis.

Anonymous disse...

(note to self: anda cada doido à solta...)

C.

Anonymous disse...

PELO MENOS NÃO GASTARAM O PILIM DO PESSOAL PARA IR PASSEAR A PEQUIM.O
MOURA DO COP DISSE QUE UNS NÃO FORAM PASSAR.DEDUZO QUE ALGUNS FORAM PASSEAR.
A PREPARAÇÃO DE JEANINE FICOU BARATA E REVESTE-SE DE ASPECTOS
PATRIOTICOS,FEBITA A BASE DE TINTO DE REGUERNGOS

Anonymous disse...

(mas há uns piores do que outros...)

C.